Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Incêndio destrói dezenas de carros em pátio de prefeitura na Grande BH
Imagem: Corpo de Bombeiros / Divulgação

Incêndio destrói dezenas de carros em pátio de prefeitura na Grande BH

A suspeita é que o incêndio seja criminoso


Por João Henrique do Vale

A Polícia Civil investiga as causas de um incêndio que destruiu veículos em um pátio da Prefeitura de Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A ocorrência foi registrada na madrugada desta terça-feira. Ao menos, 15 carros foram destruídos pelas chamas.

O pátio está localizado na Avenida Prefeito Sebastião Fernandes, no Centro da cidade. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio teve início por volta de 0h20. As chamas se espalharam rapidamente, principalmente, por causa da proximidade entre os automóveis.

O fogo foi controlado duas horas depois. Os bombeiros suspeitam de incêndio criminoso, pois após debelarem o fogo e realizarem o rescaldo, houve um novo acionamento para o local em meados da madrugada, em torno de 03h40, em um outro ponto do imóvel, envolvendo novo veículo.

Ao todo, aproximadamente 16 veículos atingidos, sendo a maioria completamente destruída. Ninguém ficou ferido.

Em nota, a prefeitura de Vespasiano, por meio da Secretaria Municipal de Administração, informou que o incêndio ocorreu no pátio de veículos na sede da prefeitura, na madrugada desta terça-feira (16/04), em uma área destinada a veículos inservíveis para o uso da administração pública, destinados a leilão. Ainda de acordo com a nota, os vigias noturnos da garagem e da secretaria de Defesa Social assim que perceberam o fogo acionaram os Bombeiros, as Polícias Civil e Militar e o responsável pela garagem da prefeitura. Após combate das chamas, foram contabilizados cerca de 16 veículos atingidos. De acordo com a prefeitura de Vespasiano, o local agora está interditado para perícia técnica. Ainda de acordo com o executivo municipal, por muito pouco as chamas não atingiram o setor administrativo da prefeitura. A Secretaria de Administração abriu uma sindicância e as polícias Civil e Militar vão investigar o ato.

Colunistas

Carregando...