Internacional

  1. Notícias
  2. Internacional
  3. Daniel Alves é condenado a 4 anos e meio de prisão por agressão sexual na Espanha
Imagem: Reprodução:@Daniel Alves/instagram

Daniel Alves é condenado a 4 anos e meio de prisão por agressão sexual na Espanha

Jogador foi julgado em Barcelona


Por Hélcio Mendes Júnior

O ex-lateral da seleção brasileira de futebol, Daniel Alvez, foi condenado a quatro anos e meio de prisão, por agressão sexual na Espanha. A sentença da juíza Isabel Delgado Pérez, da 21ª Seção da Audiência de Barcelona, foi anunciada agora à pouco, na cidade de Barcelona, onde o jogador foi julgado. Além do tempo de reclusão, Daniel Alves terá que cumprir cincos anos de liberdade vigiada (espécie de regime semi-aberto). O jogador também terá de ficar nove anos longe de qualquer contato com a vítima, além de indenizá-la em 150 mil euros (aproximadamente R$ 802 mil). Daniel Açves ainda pode recorrer da decisão

Pela lei Espanhola, “agressão sexual” é o termo que abrange todos os delitos de conteúdo sexual. Daniel Alves cumpre prisão preventiva há 13 meses, desde o dia 20 de janeiro de 2023, acusado de estupro. Com a sentença desta quinta-feira, ele teve o quinto pedido de liberdade negado.

A defesa da denunciante havia pedido pena máxima para o jogador, de 12 anos. A promotoria do caso pediu nove anos de prisão. Já a defesa de Daniel Alves inicalmente queria a absolvição do lateral, mas pediu que no caso de condenação, fossem considerados como atenuantes, intoxicação alcoólica, reparação de dano com pagamento de 150 mil euros e violação do direito fundamental do acusado.

O caso:

Daniel Alves é acusado de agredir sexualmente uma mulher no banheiro de uma boate de Barcelona no dia 30 de dezembro de 2022. Ele foi detido no dia 20 de janeiro de 2023, quando compareceu para um depoimento. Desde então, o lateral está no Centro Penitenciário Brians 2, nos arredores de Barcelona

O lateral era jogador do Pumas, do México, quando foi detido. O clube anunciou a rescisão de contrato no dia da prisão do jogador.

Várias versões:

Durante o processo, Daniel Alves chegou a dar cinco versões diferentes. Na última, apresentada no julgamento, o jogador alega embriaguez. Já a vítima manteve um depoimento apenas do início ao fim.

Colunistas

Carregando...